Emagrecimento e Alimentação no Inverno

118 0

Os dias frios possuem a combinação perfeita para deixarmos de lado o que é mais saudável e nos entregarmos às guloseimas, mas acredite: há como se esquentar sem sair da linha e mantendo os bons hábitos!

As baixas temperaturas causam alterações em nosso metabolismo de maneira geral, favorecendo em alguns aspectos o ganho de peso. Reparem que neste período o apetite aumenta, os dias amanhecem mais tarde e anoitecem mais cedo roubando nossa energia, principalmente com a prática de atividade física, além disso inconscientemente acabamos dando preferência a comidas mais saborosas, aromáticas e, consequentemente, mais “gordas”. Mas na realidade a ideia de que temos mais fome nesse período é mais baseada no fator psicológico do que propriamente físico.

Basta pensar no frio que a vontade de comer ou beber algo bem calórico vem a nossa mente, porém este tipo de comportamento merece atenção para que a saúde seja preservada e para que se possa construir um corpo para o verão.

Devemos aproveitar quando a temperatura ambiente abaixa, pois o metabolismo fica mais acelerado, o corpo precisa gastar mais energia para manter a temperatura interna, por isso é mais fácil emagrecer no frio do que no calor.

Devemos usar esta época para beneficiar o organismo, há alguns hábitos que podemos adotar como por exemplo, consumir mais frutas, legumes, verduras, além de melhorar a hidratação, afinal reparem que o consumo de água é menor nos dias mais frios, deixamos de repor as perdas que nosso organismo sofre e ficamos mais vulneráveis a doenças, principalmente respiratórias e alérgicas, típicas da estação.

A hidratação no inverno também merece atenção, devido alguns sinais estruturais que nosso corpo sofre, como o ressecamento de pele e cabelo, a textura da pele; uma boa hidratação irá garantir melhora na retenção de líquidos e de problemas na pele, ajudando no emagrecimento de maneira geral.

Os alimentos mais leves tendem a ser mais frescos e ter a temperatura fria, porém não dá para fugir da salada por exemplo; o melhor é adaptá-la ao clima, fazer os alimentos da forma cozida ou à vapor, esquenta e conforta a sensação de frio causando maior saciedade também, não podemos descartar outras preparações quentes típicas desta época que podem ser introduzidas de maneira saudável e benéfica, como as sopas, cremes, omeletes e suflês.

As frutas aquecidas em forno ou micro-ondas, salpicadas por canela por exemplo, ou utilizando adoçantes (sucralose ou stévia) controlam a vontade de doce sem exagerarmos em calorias, diminuindo o acúmulo de gordura localizada e melhorando a textura de pele, evitando acnes e aparecimento de celulite devido consumo excessivo de chocolates e doces ricos em açúcares e gorduras. Outra dica é favorecer o consumo de alimentos termogênicos que também são aliados para acelerar o metabolismo e queimar gordura, como por exemplo, gengibre, canela, pimenta, alho e cebola.

Substituir chocolate quente por chás, também contribui para o emagrecimento, controlando retenção de líquidos e melhorando circulação. Vale lembrar que alimentos e chás termogênicos devem ser evitados por hipertensos e portadores de doenças cardíacas, o ideal é consultar o médico antes do consumo.

Percebemos que necessitamos de maiores cuidados com a saúde nesta época, por isso devemos ficar atentos a quantidades e exageros, devemos entender que não é necessário evitar a canjica da festa junina, o chocolate quente ou o fondue, precisamos apenas dar preferência por preparações mais light e controlar as quantidades para não abusarmos e causarmos malefícios para a saúde.

Related Post